5 Coisas Que Os Maiores Músicos da História Podem Nos Ensinar Sobre Marketing

Lembra desse cara?

Talvez, você lembre melhor com essa imagem aqui.

 

Pois é. O tempo passa para todo mundo, não é mesmo? Até para o Axl Rose, líder da banda Guns N’ Roses.

Olha o tamanho do business que é essa banda:

  • Tem o álbum de estréia mais vendido da história da música (1987)
  • Já vendeu mais de 100 milhões de álbuns
  • Faturou só nos últimos 3 anos quase $300 milhões em sua turnê (30 anos após a banda ter começado)

Nada mal, para um cara que toca usando uma sunga branca ne?

Aliás…

Você pode nem acreditar, mas tem um estudo que coloca Axl Rose como o maior cantor da história mundial.

Quem, no mundo, diria que Axl Rose, um dia, seria colocado acima de John Lennon? Eu sou fã de Beatles e jamais imaginei que isso pudesse acontecer.

Mas esse estudo analisou as notas mais altas e as mais baixas alcançadas pelos ícones da música mundial. O resultado colocou Axl no topo, seguido de Prince e Steven Tyler, da banda Rolling Stones.

Tem muita gente que pira, né?

Porque, para os jovens dos anos 90, Axl era um dos maiores roqueiros de sua geração.

Mas para os jovens dos anos 2010, talvez Justin Bieber seja ainda maior.

Cada um no seu momento da história tem uma parcela do sucesso.

Ambos, arrastaram milhares de fãs por onde passaram.

Dá uma olhada nos números da marca “Justin Bieber”:

  • “Baby”, sua música de estreia, foi visto mais de 1,8 bilhão de vezes no YouTube.
  • “Sorry”, um deus mais recentes lançamentos, está para alcançar 3 bilhões de visualizações na plataforma de vídeos.
  • Sua última turnê mundial, Purpose, vendeu mais de 250 milhões de dólares em ingressos.
  • Em 2012, seu álbum “Believe”, vendeu mais de 374 mil cópias na primeira semana e foi levado ao primeiro lugar da lista da Bilboard.

E, não sei se você percebeu, Axl não mudou seu estilo, sua música e sua forma de apresentar. Mesmo com o passar das décadas.

E Bieber tem também um estilo só dele e uma forma de se comunicar com seus fãs que também é singular.Se você prestou bem atenção, eu não estou contando histórias de superação, mas de empreendedorismo.

Quando a gente empreende, a gente tem que enxergar além das nossas fronteiras. E enxergar além é conseguir ter uma visão fora do seu quadrado, de onde você atua.

Então, quando você expande a visão e olha outros mercados, é capaz de enxergar características que podem fazer sentido no seu negócio.

Conectar pontos que nunca foram conectados antes. É assim que se gera riqueza.

Então, olha só como Axl Rose e Justin Bieber podem ajudar você no seu negócio.

Quer ver?

5 Passos Para Ter Fãs Apaixonados

1. Produza Conteúdo

Você pode ser muito bom no que faz, mas não adianta se todo esse conhecimento está preso na sua mente ou dentro da sua empresa.

Uma das melhores coisas que você pode fazer é gerar conteúdo. Pode ser artigos no seu blog, ou vídeos no YouTube, dando dicas de como os seus produtos ou serviços podem tornar a vida das pessoas muito melhor.

Tudo bem se seus vídeos não viralizarem, mas certamente um número maior de pessoas vai conhecer você, sua empresa. E sua demanda por clientes passará para outro nível, quando você passa a compartilhar o seu conhecimento com o mundo.
Foi o que Justin Bieber fez. Com frequência, ele divulgava seus covers no YouTube, até ser visto por Usher, que o alçou ao estrelato.

2. Seja Autêntico

Quando Axl Rose se lançou no mundo da música, sua bandana vermelha não era só um acessório, era um modo de se expressar como diferente e único. Era uma forma de externalizar a sua essência.

A mesma coisa fez Justin Bieber no início da carreira, ao ostentar um topete único e diferente. Os fãs se identificaram com seu jeito.

As pessoas, hoje, estão completamente cansadas do “corporativês”. Do tipo: “Olá. Nós somos uma empresa. Queremos ajudar você”.

Ninguém aguenta mais ouvir aquele discursinho, dizendo: “Olha. Nós estaremos entrando em contato para explicar os nossos serviços…”

Pare de falar como empresa e comece a falar como pessoa. As pessoas não se conectam com empresas ou marcas. Elas se conectam com outras pessoas.

Por isso que as grandes marcas contratam celebridades para estrelar suas campanhas. Elas precisam ter um rosto conhecido e que as pessoas gostem.
Você pode ser esse rosto se for autêntico. Não seja uma cópia de nenhuma outra empresa.

Tenha o seu estilo, o seu jeito de falar, o seu jeito de brincar com os clientes e até de dar nome para as coisas.

Na medida que você humanizar a sua empresa, as pessoas em volta vão se importar muito mais com você.

3. Seja Surpreendente

Ser diferente é bom, mas não é suficiente. Mais do que diferente, você precisa ser surpreendente. Ser diferente é ser fora do padrão. Isso não quer dizer que é, necessariamente, algo bom. Imagine feijão com açúcar. É diferente, mas você comeria? Ser surpreendente é ser diferente de um jeito que as pessoas gostam, mas não esperam.

Por exemplo: quando um cliente vai no seu café e você descobre que aquele dia é o aniversário dele. E você diz a ele que ele não precisa pagar hoje. Isso é surpreender. É algo que ele gosta, que ele gostaria de receber, mas ele nunca esperaria que você daria aquilo para ele naquele momento.

4. Crie uma Comunidade

Invente um nome para os seus melhores clientes. A cantora Ivete Sangalo chama seus fãs de “zamures”. Justin Bieber chama seus fãs de “beliebers”. Sua tribo precisa de uma identificação. Crie brindes, conteúdos exclusivos para quem faz parte dessa tribo e você vai se surpreender com a quantidade de pessoas que gostariam de passar a entrar e fazer parte da sua tribo.

5. Tenha Algo Único

Isso é um dos passos mais importantes. Tenha algo único, que o diferencie. É o que chamamos de Fator X. É algo que as pessoas olham e lembram de você na hora e que diferencia você do resto da concorrência.

Qual item do seu negócio você pode dar destaque para que as pessoas lembrem de você? O seu slogan? Logotipo? Um bordão que você repete o tempo todo? Tenha algo único e seus fãs vão poder contar ao mundo todo sobre isso.

Comece a aplicar esses cinco passos no seu negócio e veja como as pessoas vão começar a ver a sua empresa de forma diferente.

Elas vão passar a admirar o que você faz, o que você vende, o seu produto ou serviço.

Elas vão se tornar fãs e vão mostrar para as outras pessoas como o que ela compra de você é bom.

E ainda mais…

Todas essas dicas vão te ajudar a sair da guerra de preços e a tornar seu negócio único, diferente e surpreendente.

Isso é bom, sabe por quê?

Porque nós não queremos que você seja mais do mesmo.

O mundo não precisa ter mais uma cópia andando por aí.

O mundo precisa que você tenha um negócio com a sua essência, a sua alma, a sua singularidade.

Responda este e-mail e me conta qual foi seu maior insight ao ler este email?

Se gostar, pode compartilhar com um amigo ou seu sócio.

Se não gostar, manda para seu inimigo. Sério!

Rose e Bieber não tem histórias parecidas, mas igualmente alcançaram o topo do sucesso.

Axl Rose foi um jovem problemático. Ele não conhecia o pai até se tornar adolescente. Isso o levou à rebeldia extrema e chegou a ser preso.

Seu pai havia abandonado a família enquanto Axl era muito, muito novo. Ainda um bebê. Seu pai era considerado um delinquente e foi embora quando ele tinha dois anos.

Sua mãe se casou novamente. E Axl viveu até a adolescência achando que seu padrasto era seu pai biológico. Ele só soube da existência do pai biológico depois de ler uns papéis que encontrou em casa.

Se revoltou e se tornou um delinquente. Ele foi preso mais de 20 vezes e chegou a cumprir três meses de prisão.

Já era tão visado pelas autoridades que decidiu se mudar para Los Angeles e formou sua primeira banda.

Algumas bandas formadas depois, ele criou a banda Guns N’ Roses. O sucesso não veio logo e demorou algum tempo.

Mas, quando estourou, aí sim foi sucesso mundial. Sucesso que ainda reverbera até hoje.

A primeira música da banda que fez sucesso contava a história de Axl com uma ex-namorada. A música? Sweet Child o’ Mine.

Já nosso amigo do cabelo estiloso, Justin Bieber, fez sucesso no YouTube antes de estourar nas rádios do mundo todo. Era apenas uma criança de 13 anos com vontade cantar.

Quando ele nasceu, em 1994, Axl Rose já era sucesso no mundo todo.

Ele fazia covers de músicas famosas e publicava seus vídeos. Aos poucos, as pessoas foram assistindo e seu público foi ampliando.

Até que ele chamou a atenção de um cantor super famoso e já estabelecido no mercado musical: Usher.

Daí para o estrondoso sucesso foi um passo. Depois, outro. E depois mais outro.

Até que ele começou a desfilar seu topete por aí, seu corpo bem malhado e sua voz até ganhar uma legião de fãs.

 

Comentários estão fechados.